Preso suspeito de matar 10 pessoas que deviam ao tráfico

Foi preso na última quarta-feira (24), em flagrante, Valdegleison Lopes Araújo, conhecido como ‘Tim’. O suspeito foi encontrado pela Polícia Militar no Alto da Mangueira, em Maracanaú, região onde ele teria vitimado pelo menos três pessoas em menos de um mês. No momento da prisão, ‘Tim’ portava duas espingardas calibre 12 municiadas.

De acordo com informações obtidas na Delegacia Metropolitana de Maracanaú (DDM), Araújo é membro da facção Guardiões do Estado (GDE). A Polícia conta que alguns nomes de quem devia morrer vinha de dentro dos presídios, já outras vítimas eram escolhidas por serem seus desafetos pessoais. As motivações se resumiam ou a dívida de drogas ou disputa por território.

Conforme o comandante responsável pela Área Integrada de Segurança (AIS) 12, tenente-coronel Océlio Alves, o suspeito é apontado como autor de 10 homicídios em Maracanaú. Desde o momento da sua prisão ele já teria confessado ter matado cinco pessoas. Dentre suas vítimas mais recentes está um membro da facção rival Comando Vermelho (CV), apelidado como ‘Curica’.

Por meio de um áudio repassado aos seus chefes, ‘Tim’ dizia que se preparava para matar ‘Curica’ por ele ter o perseguido e atentado contra a vida de seus parceiros de facção. O jovem foi fuzilado na última terça-feira (23), também no Alto da Mangueira.

Apreensões

Segundo agentes de segurança da DDM, após a prisão de Araújo foram encontradas seis armas na região do Alto da Mangueira. Contra ‘Tim’ já havia um mandado de prisão preventiva por um homicídio qualificado. Ele permanece detido na Delegacia Metropolitana de Maracanaú.

A Polícia ressalta que o suspeito também confessou ter matado Mardônio Marques dos Santos, no Alto da Mangueira, no domingo (21); Edinardo Pereira de Oliveira, no bairro Boa Vista, na noite do último dia 10, e Mônica Marques dos Santos, também no Alto da Mangueira, no último dia 2.
Fonte: Diário do nordeste 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *