Homem é acusado de dar golpe em mais de 100′ pessoas

 Um homem suspeito de aplicar golpes internacionais em pessoas físicas e estabelecimento comerciais foi preso por policiais Civis do 2º DP, na Aldeota. André Luís de Sousa, 33 anos, foi capturado em flagrante na última segunda-feira (9), após passar uma temporada hospedado em um Flat, no bairro Meireles, onde havia deixado uma dívida no valor de R$ 4.800. Segundo o titular da Delegacia, Dionísio Amaral, o acusado teria enganado, pelo menos, 100 vítimas.

Por não ter residência fixa, André Luís passou cerca de 30 dias no apartamento alugado, até ser localizado pela Polícia mediante denúncia. A gente foi chamado pelos donos de um flat, que deu notícia de que ele teria feito uma conta e estaria se preparando para fugir do local, afirmando que estava sacando um dinheiro na conta, mas não tinha saldo”, afirmou Dionísio Amaral, durante coletiva à imprensa, na tarde de ontem.

A partir da identificação do suspeito, os investigadores constataram o envolvimento de André Luís em outros golpes registrados no 2º DP. Na unidade, dois inquéritos instaurados em fevereiro deste ano, apontavam o nome dele em crimes de estelionato praticados em dezembro de 2016.

Em umas das ações criminosas, o suspeito teria vendido passagens aéreas fraudulentas a uma mulher, que teve a identidade preservada. Durante o processo de negociação, a vítima depositou R$ 1.300 na conta corrente do golpista como forma de pagamento. Contudo, André Luís não cumpriu com o acordo fechado com a cliente. À época, ele morava na Praia de Iracema, lugar onde a mulher passou a ir cobrar a prestação do serviço. Ao chegar no imóvel, foi informada pela portaria de que o suspeito estaria também com débitos pendentes em bares, restaurantes e lanchonetes de Fortaleza.

Outra prática ilícita cometida pelo acusado, no mesmo mês, aconteceu quando ele pediu a uma segunda pessoa para financiar um veículo, alegando que após a compra, o automóvel seria transferido para seu nome. De acordo com o delegado Dionísio Amaral, a compra foi consumada, mas o transporte foi vendido por R$ 8 mil.

“Ele vendeu para uma outra pessoa, afirmando que ia entregar a procuração, mas também não cumpriu com o prometido. Essa pessoa que pagou o valor ficou cobrando a procuração. Depois, ele pegou o carro dizendo que ia resolver a situação, aí não devolveu mais o carro”, detalhou o delegado.

Internacional

Para além da Capital, André Luís enganou vítimas em nível internacional. Com ele, a Polícia apreendeu um celular, usado para divulgar as falsas ofertas em sua página pessoal, na Internet. Em um aplicativo de mensagens instantâneas instalado no aparelho, a investigação já conseguiu contabilizar mais de 100 pessoas enganadas pelo estelionatário.

Há vítimas de Santa Catarina, São Paulo e Rio de Janeiro, e também de Angola, na África. Crimes cometidos em diversas outras modalidades. “Até garota de programa ele enganou. Ele vendia de ingressos para eventos de música eletrônica, vendia milhas e pedia dinheiro emprestado já com propósito de não pagar”, disse Amaral.

André Luís está preso na sede do 2º DP e deverá responder pelo crime de estelionato, com pena de reclusão prevista de um a cinco anos. A Polícia orienta que outras vítimas registrem Boletim de Ocorrência (B.O) caso tenham caído em golpes praticados pelo homem. (Colaborou Felipe Mesquita)
Fonte: Diário do nordeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *