Boa Viagem receberá dinheiro de repatriação no próximo dia 30 de dezembro

Sob pressão dos municípios, o governo federal antecipou para este ano o repasse de recursos arrecadados com a multa da repatriação para as prefeituras de todo o país.
A medida provisória que havia sido editada na segunda-feira (19) estabelecia que o montante seria disponibilizado a partir de janeiro, o que causou insatisfação em cidades com dificuldades de quitar dívidas de final de ano, como o 13º salário de servidores públicos. Para os Estados, a mesma MP previa o repasse ainda em dezembro.
Para atender ao pedido dos prefeitos, o governo federal decidiu publicar nesta terça-feira (20) edição extra do “Diário Oficial da União” com norma que altera o início da liberação dos recursos para o dia 30 de dezembro, mesma data definida para o repasse da multa aos Estados. Ao todo, a União repassará mais de R$ 10 bilhões a Estados e municípios.
A liberação do dinheiro aos Estados foi acertada após negociação com os governadores, que haviam recorrido ao STF (Supremo Tribunal Federal) para receber parte da arrecadação com a multa.
Inicialmente, eles teriam de cumprir uma série de contrapartidas para ter acesso aos recursos. Com as queixas de administrações estaduais, contudo, a União aceitou repassar o montante mediante a assinatura de uma espécie de carta de compromissos. 

A Confederação Nacional dos Municípios divulgou os valores que os municípios deverão receber. 
Confira os valores que receberão alguns dos municípios da região Sertão Central:
Boa Viagem – 1.738.233,89
Canindé – 2.054.276,42
Caridade – 948.127,58
Madalena – 948.127,58
Milhã – 632.085,05
Mombaça – 1.422.191,36
Pedra Branca – 1.422.191,36
Quixadá – 2.212.297,68 
 Quixeramobim – 2.054.276,42 
Senador Pompeu –  1.106.148,84
A repatriação de recursos representa uma conquista da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), que beneficiária os municípios no fechamento de contas do ano. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *